• Home »
  • Dicas »
  • [Artigo] Como tirar o melhor timbre do amplificador valvulado?

[Artigo] Como tirar o melhor timbre do amplificador valvulado?

6 (seis) dicas “matadoras” para melhorar seu som na guitarra

Como extrair o melhor timbre do amplificador valvulado?Como extrair o melhor timbre do amplificador valvulado?Esta é uma dúvida recorrente nos fóruns e e-mails que recebo. Diante disso eu separei 6 (seis) dicas que com certeza irão melhorar muito o timbre de sua guitarra. Vamos lá:

1- A posição do amplificador

Por incrível que pareça, a posição do amplificador é um dos fatores determinantes do timbre. Se você fica de frente pro alto-falante (90º em todas as direções), o timbre fica “puxado” para os médio-agudos. Se você fica de costas, a tendência é o som perder totalmente o brilho e ficar abafado, no caso de caixas totalmente fechadas. Se fica de lado, ou a caixa fica bem próximo ao chão, a tendência é perder brilho no timbre e ficar mais opaco.

Ficando de frente, além do excesso de médio-agudos, ainda há o risco das microfonias, que são um tormento na vida do guitarrista, especialmente aqueles que abusam do ganho (drive).

Posicione o amplificador num lugar onde evite as microfonias e as frequências grave, médio e agudo, fiquem equilibradas. Geralmente, esta posição fica em diagonal com a frente da caixa.

 

2- Regule o amp em cada ambiente que for tocar

Cada ambiente tem uma acústica diferente. Por exemplo, tem lugar que sobra graves, em outros eles somem. É muito importante ter em mente que aquela regulagem “fodástica” que você usa no seu quarto não irá funcionar num local aberto.

 

3- Use válvulas de qualidade

Não é necessário usar válvulas que custam mais  caro que o amplificador (risos), mas boas válvulas são exponenciais para um bom timbre. Válvulas de qualidade, são encontradas hoje em torno de R$ 60,00 (preamp) e R$ 80,00 (power). Há válvulas mais caras e também excelentes. Aqui o gosto pessoal também é importante. Tem válvula que dá mais grave (Sovtek, p. ex.) e outras mais agudos (JJ, p.ex.). Na hora de comprar leve tudo isso em conta e fuja de válvulas de má qualidade.

 

4- Escolha o amplificador e falante que tenha a ver com seu som

Sim meu amigo, cada amplificador tem sua voz (voicing). Se você curte timbres com menos médios, fuja dos amplificadores britânicos (british voicing). Se curte timbres com bastante médios, fuja dos amps com american voincing. E pra cada tipo de amplificador os fabricantes de falantes também desenvolvem projetos específicos para destacar suas características. Abordaremos mais sobre o tema em um artigo específico.

 

5- Use cabos de qualidade

Um dos maiores vilões são os cabos. Quando são ruins, mesmo que não estejam dando ruído, estão matando seu timbre. Isso ocorre porque um cabo oferece resistência à corrente elétrica (ainda que pequena). Também há o problema da capacitância parasita, que corta determinadas frequências de sua guitarra.

Então para ter um timbre bacana, também é necessário um bom cabo de guitarra, que tenham a menor resistência e capacitância parasitas possíveis. Seu amplificador irá responder melhor aos ajustes se você usar cabos de qualidade.

 

6- Use cordas e captadores de qualidade

Esta última dica pode até parecer coisa simples, mas não é. Quanto às cordas, é impressionante o que um simples encordoamento novo já faz por seu timbre. Se além de novo, também é de boa qualidade (segura bem a afinação e o timbre por mais tempo) você será muito mais feliz (risos).

Quanto ao captador, apesar de sempre recomendar aos meus alunos como o último investimento, também são cruciais na “formação” do seu timbre. Captadores diferenciam-se não só pela qualidade da fabricação e nível de ruído, mas também pelo ganho, frequências e muito mais.

Portanto, com cordas e captadores de qualidade, será muito mais fácil regular seu amplificador e chegar no timbre desejado, isto porque você terá que compensar menos graves, agudos… etc.

Assista o vídeo “Em busca do timbre perfeito – Parte 1” em complemento a este artigo:

Bom, estas são as principais dicas. Ao longo do tempo, iremos abordar algumas delas em artigos especiais.

Abraço!

Elvis Almeida

Elvis Almeida
http://www.elvisalmeida.com